Você está aqui: Capa / Contos / Conto: Verão
Conto: Verão

Conto: Verão

Qual a definição de loucura para um podólatra? Loucura seria uma situação onde o desejo fala mais alto que a razão, loucura é aquele momento onde o coração dispara a mil por hora sem ter noção do tempo esperando que pare por alguns minutos, quem sabe por horas.

Pois bem, era verão. O sol naquela tarde estava de matar, o termômetro marcava 38 graus. Piscina em casa, férias e amigas. Tem um melhor memento de apreciar um lindo pezinho?

Como um bom podólatra tinha que bolar um plano (sempre assim né?). Liguei para minha prima e perguntei da possibilidade de ir lá em casa para o banho de piscina, que ela prontamente aceitou, mas com um porém, tinha que levar a Fernanda junto, sua melhor amiga. Pronto, o coração parou nesse momento e não sabia nem o que responder nessa hora.

Fernanda era uma das mulheres mais lindas da faculdade, infelizmente nunca foi sem tênis. Era a oportunidade de ouro. A intenção inicial era somente apreciar o pezinho da prima, sem grandes pretensões.

Depois do momento de silêncio e de quanto tempo esperei para ver o pezinho da Fernanda, concordei prontamente.

Não podia ser mais perfeito que isso. Tinha que bolar outra estratégia agora. Fiquei algum tempo andando de um lado para o outro pensando como iria pegar naquele pezinho.

Bebi um litro de água, escolhi um short preto (sunga e short branco nem pensar nessas horas he he).

O que fazer? verdade ou desafio é uma possibilidade… quando minha prima for no banheiro e eu falar na cara de Fernanda do pezinho dela outra… ahhhh, mas com bebida a coragem vai para 100%. Isso, caipirinha e cerveja todo mundo se solta.

Fui no mercado comprar limão e já deixei tudo preparado. O tempo não passava, ia para o sofá, jogada no celular e nada da minha prima chegar (precisa se arrumar tanto para ir na piscina?).

Escutei a campainha tocar, coração disparou… é agora! tem que ser lindo aquele pezinho, impossível não ser.

Fui até o portão e abri, minha prima entrou, Fernanda logo em seguida pedindo licença para entrar. Como um bom podólatra a primeira coisa que reparei foi o pezinho.

Olhei para baixo e… sério… que pezinho PERFEITO (ainda bem que escolhi o short preto =D ). Nossa, inacreditável. Não consegui nem fechar o portão direito.

Descrição da Fernanda:

Loira de cabelos lisos, olhos claros que pareciam reflexos da piscina, 1,70 de altura e corpo perfeito. E o pezinho? Não vou descrever, imaginem aqueles que você mais curtiu na sua vida, é esse…

Minha prima linda também, pés lindos, olhos mel, espetáculo.

E eu? minha mãe fala que sou bonito rs… brincadeira… Olha, eu não posso reclamar. Apesar de ser uma pessoa simples, comportada, mas tenho certo sucesso com as mulheres. Se conseguiria “pegar” a Fernanda? Conseguiria… (falta a caipirinha na faculdade para me dar coragem).

Pois bem, perguntei se queriam alguma coisa para beber, água (arrisquei, deveria ter falado só Caipira e Cerveja mesmo vai que escolhe água? o plano teria ido pro brejo), caipirinha ou cerveja?

Fernanda: – Oba, tem Caipirinha? de Morango?

Eu: – Sim, sim, tem sim. (puta merda, como esqueci dos outros sabores? cacete mesmo)

Prima: – Nossa, nesse color iria cair bem.

Fui na cozinha rezando para todos os santos (meus pais foram fazer compra no dia anterior) e não é que tinha duas caixinhas de morando? Imitei até o Michael Jackson nessa hora. rs

Modo de preparo:

- Vai o copão de 700 ml. (hauhuahua)

- 8 Colheres de açúcar. (para não reclamar que estava muito forte e essa era a intenção).
- Vodca sem limites.
- Bastante morando para não ter reclamação.

A conversa estava bem agradável, estávamos dando risadas, contando histórias, mas algumas vezes pedia para repetir a pergunta porque meus pensamentos estavam no pezinho.

Estava elaborando planos, situações, analisando riscos, porcentagem de acerto… E se eu derrubar um pouco de caipira no pezinho dela e o morango grudar eu posso falar: -Deixa que eu limpo e pego o morando com a boca! Não… seria muito radical para o primeiro (auhahuauhhauuha), entre outras idéias malucas.

(Não liguem, sou fã do seriado Prison Break, quando eu bebo acho que sou o Michael Scofield)

Já sei, tem uma que não falha, vou começar a ficar olhando na “cara dura” seu pezinho principalmente quando ela me olhar, vou ser sutil, mas ela tem que perceber que estou olhando. (30% de chance + 30% da vodca = 60% de sucesso).

Comecei. Quando ela olhava para falar comigo eu dava uma olhada no pezinho. Me perguntava alguma coisa olhando diretamente nos meus olhos, eu olhava para o pezinho.

Papo vai, papo vem, resolvemos ir para a piscina. Ela deu um mergulho, eu também… quando ela sentou na beira da piscina.

Eu estava percebendo que tinha um clima entre a gente, isso estava me deixando mais solto e bem ansioso confesso. 

Ela estava batendo o pezinho na água e eu observando atentamente, sem pensar duas vezes peguei no seu pezinho alisando do calcanhar até o dedão. (joguei a isca, rs)

Ela parou olhou para mim e falou: – Posso te perguntar uma coisa?

Eu: – Pode… (meio engasgado pressentido o assunto).

Fernanda: – Tem algo errado com o meu pé? É que você está olhando alguma coisa nele que não estou vendo.

(Essa tática é muito difícil não dar certo, sabia, não falei? Esse é o tipo de oportunidade que não tem mais volta, é se arrepender para a vida inteira do que não fez, ou mandar “na lata” e seja o que Deus quiser…)

Eu: – Então Fernanda, na verdade seu pezinho é o mais lindo que já vi na minha vida! Unhas bem feitas, cor clarinha (ela deve ter demorado uma hora fazendo, vai ficar feliz se elogiar). Estou querendo gravar ele na minha mente pro resto da vida.

(pronto, falei!)

Fernanda: – Sério? Nossa obrigada, você gosta de pezinhos?

Eu: – Sim, porque? Já ouviu falar de alguém que goste?

Fernanda: – Claro! algumas amigas falam dos namorados.

Eu: – Hummm… e o que acha disso?

Fernanda: – Olha, pelo que elas falam eu sempre tive vontade de ver como é… nisso levando seu pezinho até meu rosto.

(Sério, isso só pode ser mentira… perfeito assim?)

Eu: – Vou te mostrar da maneira mais inesquecível.

Nessa hora não pensei duas vezes, comecei a lamber do calcanhar até os dedinhos como se não houvesse amanhã. De olhos fechados por uns 10 segundos. (Lembra quando falei do tempo parar?)

Olhei para ela e ela com uma cara de prazer, adorando.

Dei mordidinha, beijei, cheirei, elogiei e nem lembro o resto.

Nisso minha prima estava tomando sol e nem lembrei que ela estava ali. Quando eu vejo ela estava olhando para gente (não sei se com cara de querendo também ou sem saber o que pensar).

Continuei no pezinho da Fernanda e nem me importando (obrigado caipirinha por existir \O/ )

De duas uma, minha prima iria comentar com as amigas e conseguiria mais alguns pezinhos.

Beijei a Fernanda, e falei para a gente sair da piscina, tomar um banho e ver um filme. Pedi para elas irem na frente que limpava tudo (short preto não estava dando conta).

Pois bem, de banho tomado e o efeito da caipira ainda, fomos na sala.

Eu com a Fernanda só curtindo, olhei para o lado e minha prima dormindo e nem passou 15 min de filme.

Peguei na mão da Fernanda e falei: – Tem uma coisa com o pezinho que não te mostrei ainda, vem comigo. Ela me olhou, levantou e fomos para o quarto.

Te garanto que foi uma das melhores experiências dela e minha.

Levei as duas para casa e voltei ouvindo “we are the champions” (brincadeira, não fiz isso rs)

Chegando em casa, fui para o quarto tentando assimilar o momento e no que aconteceu.

Olho para meu travesseiro e tinha um bilhete: “Experiência incrível, quero repetir. Meu telefone é… bjs Fernanda”

Não preciso falar duas vezes que me apaixonei. Tivemos mais algumas experiências juntos, mas isso fica para um outro conto.

Espero que tenham gostado, por favor deixe seu comentário (Não leva nem 10 segundos =D).

Sinta-se à vontade de curtir nossa página no Facebook que encontra-se no rodapé do site.

Até o próximo conto (será que conto?).

Sobre Bellos Pezinhos

Idealizador do portal BellosPezinhos.

12 comentários

  1. nossa ficou muito BOM!!!

    adorei o conto e ri em algumas partes, continue assim.

    michael jackson foi hilario.

    Relatar Abuso

  2. Isso foi real mesmo?

    Sonho meu

    Relatar Abuso

  3. Quem dera um homem fazer com meu pezinho…

    Relatar Abuso

  4. Demais o conto….poste mais

    Relatar Abuso

  5. Não sou podólatra e nunca tive uma experiência
    assim mas amei o conto. Parabéns!

    Relatar Abuso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top